Notícias em Destaque

FenaPRF atua na luta contra o exibicionismo de crimes de trânsito em redes sociais
Por: ASCOM SINPRF-SP 25 de Maio de 2020 em: Notícias em Destaque

 Nos últimos tempos, tem proliferado em redes sociais a postagem de condutas criminosas no trânsito, como rachas e exibições de velocidades muito acima da permitida nas vias, por perfis diversos, com o simples objetivo de ganhar seguidores e transformar as “curtidas” em remuneração.

  A FenaPRF está notificando as plataformas, a exemplo do Google (que administra o Youtube) para a retirada do ar de vídeos e canais que promovam a apologia dessas condutas criminosas. Um dos canais que mais exibe vídeos de celebração dos crimes de trânsito, por exemplo, já até recebeu homenagem do Youtube pelo número de inscritos, numa clara inversão de valores sociais, que muito além da simples liberdade de expressão, coloca em risco de morte, além do próprio autor dos vídeos, os usuários das rodovias onde estes são gravados.

 A FenaPRF apoia o Projeto de Lei 130/2020, de autoria da Deputada Federal Christiane Yared (PL/PR), que criminaliza a conduta de exibição em redes sociais e outros meios digitais, eletrônicos ou impressos, dos crimes de trânsito e infrações de circulação de natureza gravíssima. Além disto o sistema sindical dos PRFs está promovendo, em redes sociais, a campanha “Não Dê Like, Denuncie”.

 Para o presidente da FenaPRF, Deolindo Carniel, a tecnologia tem que ser usada para a conscientização do trânsito seguro, e não como exemplo da prática de crimes de trânsito. “Estamos trabalhando para que as pessoas que usam esse tipo de vídeo para incentivar os crimes de trânsito sejam punidas, e não recompensadas. Nossa campanha atua na conscientização em redes sociais, e levaremos essa batalha para o Poder Judiciário, se necessário, pois a valorização da vida deve estar acima dos likes em redes sociais”, finalizou.

 Confira o vídeo tutorial: https://youtu.be/29uoWpcYdhI