Notícias em Destaque

Representantes da UPB-SP se reúnem para discutir a Reforma Previdenciária
Por: ASCOM SINPRF-SP 09 de Abril de 2019 em: Notícias em Destaque

   Diante das alterações propostas pela Reforma da Previdência (PEC 6/2019), que afetam diretamente os direitos previdenciários dos profissionais da segurança pública, desvalorizando e promovendo grandes perdas para todas as categorias, integrantes da União dos Policiais do Brasil no estado de São Paulo (UPB-SP) reuniram-se nesta segunda-feira (8), na sede do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), no bairro Vila Maria, na cidade de São Paulo.

   A reunião que deu continuidade as discussões que tiveram início na última sexta-feira (05), em reunião realizada na sede do SINDPOLF-SP, contou com a presença do presidente do SINDPOLF-SP, Alexandre Santana Sally; do presidente do SINPRF-SP, Fábio Luís de Almeida; do delegado representante do SINPRF-SP, Kleber Gomes de França; do diretor parlamentar do SINPRF-SP, Ricardo Luiz da Silva Gomes; do diretor Regional da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais no Estado de São Paulo (APCF), Mc Donald Parris Junior; representando a Associação dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), o delegado de Polícia Federal Wagner Santana da Veiga; representando a Comissão Pós-2013, o escrivão de Polícia Federal, Antonio Gilberto de Alencar,  além Policias Rodoviários Federais lotados na Superintendência da PRF em São Paulo.

   Durante o encontro, o presidente do SINPRF-SP, Fábio Luís de Almeida, fez um breve histórico sobre a questão previdenciária dos policiais e a atual situação. Todos os presentes foram unânimes em mencionar a importância do engajamento de todas as categorias policiais contra as alterações propostas pela PEC 6/2019 que afetam diretamente os direitos previdenciários de todos os profissionais de segurança pública, além de promover grandes perdas.

   Na ocasião os representantes abordaram as estratégias de conscientização sobre os danos da atual proposta que deverão ser trabalhadas junto aos parlamentares estaduais e federais que representam o Estado.

   

   Fonte: Assessoria SINDPOLF-SP